Alimentação vegana: conheça os principais mitos e verdades

Seguir uma alimentação vegana exige conhecimento. Afinal, assim como tudo o que é relacionado à forma de se alimentar, existem muitas verdades e mitos que circulam por aí. Porém, antes de entrar nesse assunto, precisamos entender que ser vegetariano e ser vegano são coisas diferentes.

Enquanto o vegetarianismo refere-se apenas à dieta adotada, o veganismo é um estilo de vida e tem como foco os princípios de boicote em relação às empresas que praticam ou financiam a exploração animal. Assim, além de excluir as carnes, o vegano elimina artigos derivados de peixes e ovos, bem como itens que têm traços de uso ou exploração animal em sua fabricação ou composição — como alguns produtos de higiene e roupas.

Pensando em manter as pessoas informadas sobre um assunto tão importante, trouxemos 5 verdades e mitos sobre alimentação vegana. Acompanhe você também!

A alimentação vegana pode salvar milhões de vidas humanas

Verdade! Segundo um estudo da universidade de Oxford, se o mundo todo fosse vegano, cerca de 8 milhões de pessoas seriam salvas até o ano 2050.

A publicação afirma que 8,1 milhões de seres humanos poderiam ter suas vidas preservadas por conta da menor incidência de doenças como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares e até câncer.

Esse número ainda exclui as pessoas que poderiam ser salvas da fome, caso toneladas de vegetais não fossem direcionadas a animais que vão para os pratos ou são usados na produção de alguns alimentos.

Seus adeptos sofrem com falta de cálcio

Mito! O leite de vaca não é uma boa fonte de cálcio. Há outros meios de obter esse nutriente por meio da alimentação. Hoje existem vários tipos de leites vegetais feitos com adição de cálcio e que são fontes muito melhores do que os leites de origem animal. 

Além dos leites vegetais fortificados, quem é vegano também pode encontrar uma boa quantidade de cálcio em alimentos como tofu, lentilha, espinafre, linhaça, grão de bico, aveia, chia, brócolis, couve e amêndoas.

Ela não é indicada para praticantes de atividades físicas

Mais um mito! Muitas pessoas, ao imaginarem um indivíduo vegano, pensam em alguém com o corpo mirrado, mas isso não passa de um estereótipo equivocado. Como explicaremos no próximo tópico, seguir essa alimentação não quer dizer que a pessoa ingere poucas calorias ao dia.

Assim, também não passa de mito acreditar que a alimentação vegana não é recomendada para praticantes de atividades físicas. Combinando alguns cereais e leguminosas, é possível conseguir facilmente a mesma quantidade de proteínas encontrada em carnes.

Ou seja, dá para ganhar massa muscular e obter energia para praticar a atividade, já que esses alimentos também são boas fontes de carboidratos.

Essa alimentação pode contribuir para o emagrecimento

 

Parcialmente verdade. Levar um estilo de vida vegano pode, sim, auxiliar na perda de peso. Porém, como todo método de emagrecimento feito isoladamente, não há garantia de sucesso. Isso porque a alimentação precisa estar sempre aliada a exercícios físicos regulares.

Além disso, existem pessoas que não gostam de ingerir vegetais puros e naturais e optam por refeições baseadas em alimentos processados. Esse tipo de alimentação, além de fazer mal para o corpo, pode engordar, já que têm alto teor calórico. Resumindo: para emagrecer, não se trata apenas do tipo de dieta que a pessoa segue, mas da qualidade dos alimentos que ela consome.

Ela não é recomendada para crianças

Mito! É verdade que, em relação ao público infantil, a maior preocupação dentro do veganismo tenha a ver com alimentação. Assim, quando uma família já segue esse estilo de forma saudável, basta que as crianças sigam o que todos fazem.

Como os pequenos precisam de mais nutrientes que os adultos, é importante ter sempre o acompanhamento de um nutricionista infantil para guiar independentemente de qual seja a dieta da criança.

Depois de saber o que é verdade e o que é mito dentro de uma alimentação vegana, fica fácil de desmistificar esse estilo de vida que não tem nada de outro mundo. Afinal, adotar o veganismo com a orientação de um especialista só traz benefícios aos animais, ao planeta e a você. Todo mundo sai ganhando! 

Gostou do post? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e deixe que seus amigos também entendam os mitos e verdades sobre a alimentação vegana!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This