Descubra por que você deveria começar a comprar produtos sintéticos

Quando você leu “produtos sintéticos” no título deste artigo, quais pensamentos vieram à sua mente? Produtos artificiais, baratos, de baixa qualidade e que agridem o meio ambiente — diferentemente dos naturais, que só trazem benefícios?

Essas são algumas ideias que fazem parte do imaginário social. Porém, neste texto, vamos ajudar você a entender que nem sempre isso é verdade. O consumo de produtos de vestuário sintéticos pode ser bem mais vantajoso em relação aos naturais, especificamente os de origem animal. Um bom exemplo disso é o couro, e é sobre ele que vamos nos debruçar.

Se você já procura consumir de forma mais consciente, decidiu aderir ao veganismo ou está se planejando para isso — ainda, se apenas tem curiosidade sobre a diferença entre os produtos naturais e sintéticos — não deixe de ler este texto!

Qual é a diferença entre os produtos sintéticos e os naturais?

Todos os produtos que nós consumimos são fabricados a partir de diversos bens que, por sua vez, podem ser classificados a partir de vários critérios diferentes. Um desses critérios é a origem, e é a partir dele que dividimos os materiais em naturais e sintéticos.

Os materiais naturais, como o nome diz, são extraídos diretamente da natureza e podem ser de origem animal, vegetal ou mineral. Já os sintéticos são produzidos pelo homem artificialmente, obtidos por meio de transformações de substâncias em laboratório.

Então, se na descrição de uma peça de roupa há a informação de que ela é fabricada a partir de fibras naturais, isso significa que o tecido pode ter como matéria-prima o algodão (origem vegetal), a lã ou a seda (origem animal), por exemplo. Já os tecidos sintéticos são produzidos a partir de fibras artificiais, como poliéster e viscose.

Os produtos de couro também são naturais, feitos com uma matéria-prima de origem animal (a pele), mas também existem materiais sintéticos produzidos em laboratório que substituem esse recurso — e não levam substâncias de origem animal em sua produção.

Quais são os motivos para adquirir produtos sintéticos?

A ideia de que produtos naturais — como o couro e os tecidos feitos com fibras naturais — são superiores aos sintéticos está muito presente no imaginário social. Porém, é preciso questionar: será que isso é mesmo verdade? Afinal, quais são as diferenças entre eles?

Como já dissemos, por definição, o primeiro tipo é extraído da natureza e o segundo é produzido artificialmente. Porém para que os tecidos de fibras de origem animal ou os produtos feitos de couro cheguem até nossas mãos em forma de roupas, sapatos e bolsas, existe um longo caminho — marcado por impactos ambientais e a exploração de animais.

Para fazer uma escolha realmente consciente, é preciso levar em conta diversos fatores. Neste texto, listamos 4 boas razões para você considerar o uso de produtos sintéticos:

1. Produtos naturais também impactam o ambiente

Como mencionamos, a ideia de que os produtos naturais necessariamente são biodegradáveis e não prejudicam o meio ambiente precisa ser repensada. Aqui, vamos apresentar o exemplo do couro, que faz parte da composição de diversas roupas, sapatos e acessórios e é muito utilizado na moda.

Essa matéria-prima, apesar de ser natural, passa por um longo processo químico para não apodrecer e se tornar mais durável. Todo esse processo traz prejuízos tanto para o ambiente quanto para os trabalhadores.

Os resíduos, tanto sólidos quanto líquidos, contêm diversos componentes tóxicos, como o cromo. Esses resíduos são descartados na natureza — e, na maioria das vezes, de forma irresponsável. Além disso, as pessoas que trabalham nos curtumes são expostas a todos esses produtos químicos nocivos. Para completar, o consumo de água e energia nessas fábricas é altíssimo.

2. Produtos sintéticos não perpetuam a exploração dos animais

Uma das principais razões para substituir os produtos de couro pelos sintéticos é que, dessa forma, você não corrobora com a exploração dos animais que é praticada pela indústria.

Afinal, se você decidiu excluir as carnes e outros produtos de origem animal da sua dieta por uma questão ética, é importante refletir também sobre todos os outros produtos que você consome — como os cosméticos e os itens de vestuário, por exemplo. Vale se questionar: por que estou vestindo e calçando peles de animais?

Também vale lembrar: a pecuária é um dos principais setores responsáveis por diversos abusos e violações em relação aos animais, que vivem menos do que o ciclo de vida natural, sofrem diversos maus-tratos e são manipulados geneticamente para melhorar a produção da carne e dos derivados — entre outras violências.

3. Melhor custo-benefício

Produtos de couro são considerados itens de luxo e são bem mais caros do que os de material sintético. Isso porque a matéria-prima natural passa por um longo processo de preparação até chegar ao material final e ao consumidor.

Além disso, com o avanço da tecnologia e uma demanda crescente por produtos livres de matéria-prima animal, os sintéticos deixaram de ser a versão barata ou “fake” do couro e tornaram-se produtos de qualidade.

Eles estão, inclusive, se tornando cada vez mais parecidos com a versão natural, com aroma, textura e cor parecidos. Muitas marcas — até mesmo grifes de luxo — têm utilizado esse material em suas criações.

4. A versão sintética não perde em durabilidade

A qualidade dos sintéticos atuais também se reflete na durabilidade, bem maior em relação aos produtos mais antigos — que acabaram provocando a falsa fama de baixa qualidade desse tipo de material.

Além de terem evoluído para materiais duráveis, flexíveis e resistentes, a versão sintética requer uma manutenção menos frequente e mais fácil do que a do couro, que precisa, por exemplo, ser hidratado periodicamente.

Adquirir produtos sintéticos é uma atitude que vai muito além das escolhas em relação ao que você veste ou calça. Essa é uma decisão ética, baseada em uma reflexão sobre quais são as suas formas de consumo e como elas impactam no meio ambiente e na vida dos animais. E, agora que você já conhece alguns benefícios desse tipo de produto, por que não dar uma chance para eles?

Além disso, continue em nosso blog para saber mais sobre consumo consciente e moda!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This