Como praticar o desperdício zero de comida na cozinha

desperdício de comida

De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), 28% de todos os alimentos produzidos no mundo são perdidos ao longo do processo de produção e outros 28% são descartados nos domicílios. Com isso, 60% do lixo doméstico é composto por restos de comida, que poderiam ser reaproveitados. O desperdício de comida traduz-se no descarte de 1,3 bilhão de toneladas de comida todos os anos.

Quem vai para a cozinha com frequência já deve ter notado como a produção de lixo (a partir daquilo que é considerado resto) costuma ser grande. No entanto, o desperdício de comida deve ser combatido, tanto por questões sociais quanto ambientais.

Com isso em mente, entenda qual o impacto do descarte de alimentos e veja o que fazer para reduzir ou mesmo zerar a produção desse tipo de resíduo. Boa leitura!

Qual o impacto do desperdício de alimentos na produção de lixo?

É importante destacar que a FAO faz uma diferenciação entre perda e desperdício. O primeiro termo diz respeito a diminuição da oferta de alimento disponível, causada nas fases de produção, armazenamento e transporte. Já o desperdício acontece normalmente em casa, quando alimentos que poderiam ser consumidos são lançados no lixo.

Todo o alimento descartado impacta de alguma forma no meio ambiente, seja pelo lixo gerado, seja pelo impacto causado devido à necessidade de produzir mais alimentos para suprir a demanda.

 O lixo oriundo do desperdício de alimentos acaba ocupando espaço em aterros, o que aumenta a poluição. Já para produzir mais alimentos, quase sempre é preciso ocupar novos espaços, o que geralmente envolve o desmatamento de áreas verdes.

O que é o desperdício zero na cozinha? 

A filosofia do desperdício zero na comida consiste na ideia de aproveitar ao máximo cada alimento, sem gerar nenhum resíduo. Muitas vezes isso não tem a ver, necessariamente, com reciclar o que seria descartado, mas sim impedir que esses resíduos sejam gerados. Isso envolve reduzir o que precisamos e reaproveitar tudo o que for possível, para somente depois pensar em formas de reciclagem e compostagem dos alimentos.

Como reduzir o desperdício de comida?

Boa parte do desperdício é causado pelo nosso desconhecimento sobre as propriedades da maioria dos alimentos, que nem sempre estão na polpa das frutas ou nas folhas. Por isso, é importante saber como cascas, caules e talos — que vão para o lixo — podem ser preparados para dar origem a novos pratos. Confira algumas dicas que ajudarão a diminuir o descarte de alimentos.

Planeje suas compras

Seja para ir ao mercado ou à feira, não saia de casa sem uma lista de compras. Para elaborá-la, olhe os armários e a geladeira para saber o que precisa ser comprado e não colocar no carrinho algum produto que já tenha em casa.

Na hora das compras, opte por produtos a granel. Eles permitem que sejam levadas apenas a quantidade exata para a sua necessidade, o que colabora com a redução do desperdício.

Armazene corretamento os alimentos

Nem todo alimento precisa ir à geladeira para ser conservado. Enquanto isso, outros estragam rapidamente sem refrigeração. Além dos cuidados com a temperatura e a umidade, observe as datas de validade.

Aprenda a reaproveitar as sobras

Entenda quais alimentos podem ser congelados e faça isso com as sobras das refeições. Alguns podem ficar por várias semanas em baixa temperatura, sem nenhum prejuízo ao sabor ou aos nutrientes.

Além disso, descubra formas de reaproveitar as sobras de alimentos que não podem ser congelados. Cascas de frutas, por exemplo, podem ser transformadas em doces ou compotas.

Não leve em conta apenas a aparência dos alimentos

Nem sempre um alimento com aspecto um pouco prejudicado está estragado. Estamos acostumados com frutas, verduras e legumes previamente selecionados no mercado, o que altera nossa percepção. Portanto, avalie sempre a possibilidade de cortar as partes que estiverem avariadas e aproveitar o restante normalmente.

O desperdício de comida é um grande vilão para a sociedade e meio ambiente. Sem ele, mais pessoas poderiam ser alimentadas e a quantidade de lixo produzida seria menor. Então, pense no que você pode fazer para mudar isso.

Gostou das dicas? Compartilhe este conteúdo com seus amigos nas redes sociais!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This