Eco fashion: conheça esse conceito da moda sustentável

eco fashion

Oi, galera! Qualquer pessoa atenta às notícias sabe que o ser humano está destruindo o planeta com as suas atitudes e hábitos de consumo. É nesse contexto que surge o que chamamos de eco fashion, uma proposta de moda sustentável.

É muito importante apoiar essa ideia, pois o processo produtivo da indústria têxtil é bastante danoso ao meio ambiente, especialmente no que se refere ao desperdício de recursos naturais. Tão fundamental quanto apostar no consumo consciente — e diminuir a quantidade do que compramos — é saber a origem das roupas que utilizamos.

Por isso, neste post vamos apresentar o conceito de eco fashion e como ele funciona, além de dar algumas razões para investir nessas peças e dicas de como ter certeza de que você está adquirindo um produto da moda sustentável. Ficou curioso? Então continue acompanhando!

O que é eco fashion?

Eco fashion é um conceito de moda que preza pela sustentabilidade no processo produtivo das peças. Ele considera todas as consequências ambientais que decorrem dessa produção: o desperdício de recursos naturais (água e luz, por exemplo), a utilização de matéria-prima altamente poluente e não reciclável, assim como outros fatores. 

Por isso, a ideia de eco fashion está no espectro oposto do fast fashion, no qual a indústria não respeita esses critérios e muitas vezes utiliza trabalho escravo para confeccionar as roupas. De forma sucinta, e por alguns considerada radical, pode-se dizer que nesse conceito a fabricação das peças não pode incluir nenhum processo poluente. 

Hoje, mais do que considerar que essa iniciativa se refere apenas a algumas peças de roupa, é importante ter em mente que ela é um estilo de vida. Se você adota outros hábitos sustentáveis, como o veganismo e o consumo consciente, saiba que certamente o eco fashion merece um lugar na sua vida. 

Como funciona esse conceito?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre eco fashion, é momento de detalharmos melhor como ele funciona e quais critérios uma marca ou peça de roupa precisa seguir para que seja considerada moda sustentável. Detalharemos alguns deles a seguir:

Matéria-prima sustentável

Para compreender bem a ideia de eco fashion, é necessário entender a indústria têxtil como uma cadeia, com todos os processos interligados. É fundamental ter em mente que tudo começa na escolha da matéria-prima, que nesse caso são os tecidos. 

Para se enquadrar aqui, eles precisam ser biodegradáveis, ou seja, decomporem-se rápido quando voltarem ao meio ambiente. Além disso, devem ser orgânicos e sem agrotóxicos que afetem a vida dos trabalhadores e dos animais e o estado do solo. 

Consumo consciente

Pensar em consumo consciente é pensar em uma série de pequenos hábitos relativos ao nosso consumo. Trata-se, por exemplo, de adquirir apenas produtos que estamos realmente necessitando, e não apenas para suprir algum desejo. Aqui também podemos falar na reutilização, que pode servir para aquela peça que está esquecida no armário, quando doamos uma roupa ou até na visitação de um brechó.

Se você é um adepto dessa prática, é importante também comprar apenas de marcas que respeitam o meio ambiente e as pessoas no seu processo de produção, que é exatamente do que se trata a moda sustentável. 

Respeito às pessoas envolvidas na produção das peças

Infelizmente, é muito corriqueiro nos depararmos com notícias de marcas que utilizam mão de obra escrava para produzir roupas ou que não respeitam os direitos trabalhistas dos profissionais envolvidos no processo. 

Entretanto, esse é um princípio básico que uma marca precisa cumprir para ser considerada de eco fashion. Afinal, não adianta respeitar o meio ambiente e os animais e desrespeitar os indivíduos.

Cuidado com os recursos naturais

Para produzir uma calça jeans são necessários 11 mil litros de água. Assustador, não é? Em um momento no qual muitas pessoas não têm água potável e os recursos naturais estão se esgotando, é muita irresponsabilidade e egoísmo não pensarmos nisso na hora de comprar as nossas roupas. 

Assim, para uma peça ser considerada eco fashion, ela precisa ser produzida de forma a evitar o desperdício desses recursos. Isso começa na escolha da matéria-prima e vai até o transporte das peças!

Por que investir em peças de eco fashion?

A essa altura do texto, acho que você já sabe a resposta, mas sempre vale dar uma reforçada nos benefícios da moda sustentável. O primeiro é porque temos responsabilidade com o planeta. Precisamos ser a mudança que queremos ver no mundo, então devemos começar transformando as nossas atitudes.

Depois, porque geralmente essas peças têm mais qualidade. Quando você opta por um look produzido dessa forma, acaba economizando em longo prazo, uma vez que a peça dura mais e não precisa ser substituída tão brevemente. 

Por fim, por meio das suas atitudes você não somente impactará o meio ambiente, mas também as pessoas que convivem com você, como em um efeito dominó. Assim, você terá oportunidade de conversar com elas sobre eco fashion, ajudando também a transformar o meio em que você vive e disseminando essa ideia por aí.

Como ter certeza que uma roupa se enquadra nesse conceito?

Ficou bem claro o que é eco fashion, quais são os critérios que o conceito precisa respeitar e as vantagens de adquirir peças sustentáveis, não é? Então, a dúvida que nos resta é: como saber se uma roupa é realmente sustentável? Para não ser enganado, é fundamental que você siga as dicas que daremos a seguir. 

Pesquise

Como tudo na vida, para ter certeza do que você está adquirindo, é necessário pesquisar. Antes de optar por uma marca, faça uma boa pesquisa a respeito dela na internet. Vale procurar no Google, nas redes sociais e até mesmo em sites como o Reclame Aqui. Essas referências e opiniões serão muito úteis!

Leia a etiqueta

A etiqueta das peças geralmente contém informações a respeito dos materiais utilizados na fabricação. As marcas devem informar, pelo menos, de qual tecido é aquela roupa. É uma boa maneira de começar a ficar ligado na origem e na composição dos looks que você usa!

Baixe o aplicativo Moda Livre

Você já ouviu falar no app Moda Livre? Criado pela ONG Repórter Brasil, ele tem um banco de dados sobre a escravidão na indústria têxtil brasileira. Lá você descobre facilmente se uma marca utiliza trabalho escravo na fabricação de suas peças. Atualmente, mais de 132 empresas são listadas no aplicativo. 

Trazer o conceito de eco fashion para a sua vida, na prática, é mais fácil do que você imaginava, não é? Hoje, essa já é uma preocupação da indústria da moda, que quer apresentar outras opções para o público, agregando valor à marca e preservando o meio ambiente.

Quer ficar por dentro de outras novidades do mundo da moda tão interessantes quanto o conceito de eco fashion? Então assine a nossa newsletter e receba em seu e-mail outros conteúdos sobre o assunto!

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This