Saiba como o consumo de plástico gera impactos desastrosos ao meio ambiente

 

Oi, pessoal! Vamos começar este texto com um pequeno teste. Pare por um instante e pense: a partir da hora em que você acordou até o momento em que lê este post, quantos itens de plástico fizeram parte da sua rotina? Provavelmente muitos, não é?

Desde o cafezinho pela manhã até o frasco de shampoo, diversos produtos são feitos ou acondicionados em embalagens desse material, muita por conta da sua praticidade e do baixo custo. No entanto, é preciso considerar os danos causados ao meio ambiente pelo consumo de plástico. É esse aspecto que abordaremos neste post. Boa leitura!

Como o plástico é produzido?

O primeiro plástico totalmente sintético foi desenvolvido no início do século XX. Antes disso, alguns materiais similares eram produzidos, a partir de matérias-primas como látex e celulose. O que chamamos de plástico, hoje em dia, é o material fabricado com resinas derivadas do petróleo e, mais recentemente, de fontes renováveis, como a cana-de-açúcar e o milho.

São vários os tipos de plástico disponíveis no mercado, cada um com características e finalidades próprias. Entre os mais comuns estão o PET (das garrafas de refrigerante), o polietileno de alta densidade (das embalagens mais resistentes), o polietileno de baixa densidade (dos saquinhos) e o PVC (dos encanamentos).

Quais os danos causados pelo consumo de plástico?

Apesar da sua praticidade, durabilidade e baixo custo, o consumo de plástico traz consequências graves depois que é usado e descartado. Além de ocupar um grande volume, ele demora muito para se decompor.

O prazo para que esse resíduo desapareça varia entre 100 e 400 anos, dependendo do tipo e das condições de descarte. Por isso, são vários os danos gerados. Confira alguns deles abaixo!

Poluição de rios e oceanos

Boa parte do plástico descartado vai parar em rios e oceanos. E é nos mares que esse lixo causa os maiores problemas. A quantidade do material jogado é tão grande que uma enorme “ilha” reunindo esses resíduos se formou no oceano Pacífico.

Um estudo de 2018 chegou à conclusão de que ela é 16 vezes maior do que se esperava, atingindo uma área próxima à do território da França.

Danos à fauna marinha

Tal catástrofe não se limita ao aspecto visual. Com a ação da natureza, parte desse plástico se fragmenta e é confundido com alimento por muitas espécies marinhas, que morrem devido à ingestão dos resíduos.

Enchentes

Nas cidades, o plástico descartado pode parar em vias públicas e entupir os sistemas de escoamento da água da chuva. Nos períodos do ano em que a incidência de chuvas é maior, isso costuma se traduzir em enchentes que complicam a vida de todos os habitantes.

O que fazer para diminuir esses impactos?

Ainda estamos muito longe de uma vida sem plástico. No entanto, algumas atitudes podem ser tomadas para minimizar o impacto. A primeira delas é a redução do consumo por meio de hábitos simples, com a utilização de sacolas, garrafas e embalagens retornáveis, sempre que possível. Não se esqueça, também, de substituir os copos e canudos descartáveis por alternativas reutilizáveis.

Quando não for possível substituir o plástico, encaminhe o resíduo para a reciclagem. Faça isso separando o material corretamente e destinando-o para a coleta seletiva. Se ainda assim não houver como encaminhá-lo para a reciclagem, garanta que o plástico descartado seja confinado em locais adequados e não lançado em vias públicas, rios e mares.

O consumo de plástico traz graves consequências para o meio ambiente, ainda que ele seja um material versátil e muito utilizado na rotina de todos nós. Diante da impossibilidade de eliminá-lo por completo, é fundamental desenvolver a consciência para repensar o seu uso e a sua destinação na hora do descarte.

Como você viu, a coleta seletiva e a reciclagem fazem parte da estratégia para reduzir os danos causados pelo plástico. Então, saiba mais sobre o assunto em nosso blog!

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This