Transição alimentar: o que pode ser considerado?

Oi, galera! Talvez vocês não saibam, mas para quem pretende adotar o estilo de vida vegano, ou até mesmo o vegetarianismo estrito, é importante passar por um período de transição alimentar. Tanto para que depois seja mais fácil persistir no veganismo quanto por questão de saúde. É importante que o corpo vá se acostumando aos poucos e que você aprenda a repor os nutrientes.

No post de hoje vamos falar sobre transição alimentar, explicando o que é, qual a sua importância e apresentando algumas dicas para encarar esse período. Está em transição alimentar? Então continue lendo para saber mais sobre essa fase!

Saiba o que é transição alimentar

O conceito de transição alimentar pressupõe uma mudança gradual, como um processo que ocorre natural e progressivamente. Assim, a ideia é respeitar a relação das pessoas com o alimento, modificando os hábitos aos poucos.

Embora o conceito pareça algo complicado, a transição alimentar está presente em nossas vidas desde o nascimento. Afinal, o processo de abandonar o leite materno e passar a ingerir alimentos quando somos recém-nascidos nada mais é do que uma dieta transicional.

Então, podemos considerar que a transição começa a ocorrer quando damos um passo em direção ao objetivo final, ao ideal que foi traçado. Outro exemplo de transição alimentar que podemos citar é a substituição de alimentos transgênicos e com agrotóxicos pelos orgânicos.

Esse processo é muito importante, porque não é saudável modificar os nossos hábitos alimentares de forma agressiva. O nosso organismo precisa de tempo para se adaptar, já que cada mudança afeta algo em nosso corpo humano.

Confira dicas para ajudar na transição alimentar

Embora esse processo não envolva somente a mudança para uma alimentação vegetariana estrita ou um estilo de vida vegano, é nessa transição que vamos focar agora. Se esse for seu objetivo, confira algumas dicas que vão te ajudar a passar bem por essa fase!

Siga campanhas de incentivo

Uma boa forma de iniciar a transição alimentar é por meio de campanhas de incentivo. Bons exemplos são a Segunda sem Carne — campanha mundialmente conhecida que visa incentivar o vegetarianismo gradualmente — e o Desafio 21 Dias Sem Carne, promovido pela Sociedade Vegetariana Brasileira.

Iniciativas como essas são excelentes para essa fase, já que incentivam a transição por meio de ações específicas, que visam um objetivo claro e concreto. Vale se engajar para colher os resultados!

Procure profissionais especializados

É muito importante que você conte com o apoio de profissionais especializados para te auxiliar na transição alimentar. A nossa principal recomendação, nesse sentido, é procurar um nutricionista ou médico nutrólogo.

Eles são especializados e podem indicar as melhores substituições, ajudando você a manter a saúde em dia e uma dieta vegana equilibrada durante e após o fim da transição.

Monte uma rede de apoio

Mais difícil quanto mudar os hábitos alimentares é enfrentar os comentários e o julgamento das pessoas a respeito da sua decisão de se tornar vegano ou vegetariano. Muitas pessoas ainda não entendem a causa e por isso são preconceituosas com a comunidade veg.

Por isso, para enfrentar esse período, é muito importante contar uma rede de apoio para te incentivar. Converse com amigos e conhecidos que também têm esse estilo de vida para trocar dicas e receitas. Eles também serão muito importantes na sua vida social, já que possivelmente você terá que mudar alguns hábitos e passar a frequentar outros lugares. Se o seu grupo de amigos e familiares não aceitarem bem essa transição, procure por pessoas na Internet que estejam passando pela mesma situação. No Facebook, existem milhares de grupos que podem auxiliar quem está passando pela transição alimentar, assim como existem vários perfis de receitas no Instagram que podem ajudar você a ter mais criatividade para realizar as substituições e a descoberta de novas possibilidades e sabores. 

Além dessas 3 dicas, também é muito importante pesquisar sobre o assunto. Afinal, toda e qualquer informação será útil para te auxiliar nesse processo.

Gostou de saber mais sobre transição alimentar? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais e ajude seus amigos que também querem modificar os hábitos e adotar uma vida mais saudável e sustentável!

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This