Como viajar sendo vegano? Confira nossas 7 dicas!

Como viajar sendo vegano? Confira nossas 7 dicas!

Organizar qualquer viagem exige pesquisa e preparação para que o tempo passado fora de casa possa ser aproveitado ao máximo, com um menor risco de problemas e imprevistos. Ao viajar sendo vegano, não é diferente.

Antes de fazer as malas, uma pessoa que segue o veganismo deve dedicar algum tempo para conhecer o local de destino e procurar acomodações e opções para se alimentar. No entanto, com todas as facilidades oferecidas pela internet, essa fase de antecipação é simples e pode tornar a experiência ainda mais prazerosa.

Se você está pensando em viajar, mas está inseguro em relação aos desafios que poderá encontrar pelo caminho devido ao seu estilo de vida, confira a seguir algumas dicas e planeje suas próximas férias de forma certeira.

1. Faça uma pesquisa aprofundada

O primeiro passo para planejar uma viagem vegan é ligar o computador ou o celular e pesquisar muito. Leia tudo que puder sobre o local que você quer visitar: os costumes, a culinária, a religião, as atrações turísticas e as opções de hospedagem.

Essa fase é decisiva, pois vai revelar se a rota desejada é possível de ser realizada. Muitas regiões do mundo já estão se adequando aos mais diferentes estilos de vida para servir turistas ou moradores, mas algumas regiões ainda podem oferecer mais desafios para quem adota o veganismo.

Depois que tiver um panorama do destino e sentir segurança de que ele tem a estrutura necessária para que você se divirta sem dificuldades, faça uma lista de locais vegan friendly. Anote as informações completas sobre cafés, restaurantes e lojas em bairros variados, para ter sempre por perto uma opção à qual recorrer.

Outra investigação que deve ser feita com antecedência diz respeito às atrações turísticas locais, para descobrir se existe algum tipo de exploração animal.

2. Escolha uma acomodação

Atualmente, podemos encontrar uma grande variedade de opções de acomodação na maioria das cidades do mundo. Hotéis tradicionais não são mais a única alternativa, e hostels e apartamentos alugados pelo Airbnb podem ser soluções mais atraentes para quem é vegano.

Se preferir um quarto de hotel ou pousada com café da manhã incluído na conta, é essencial confirmar se você terá disponível uma variedade satisfatória de itens — e não apenas uma seleção de frutas. Na dúvida, entre em contato com o estabelecimento pedindo detalhes. Já um apartamento ou hostel com cozinha trazem a comodidade de permitir que você prepare suas próprias refeições.

3. Peça dicas em grupos de veganismo

Nem sempre sites genéricos sobre o local que você pretende visitar terão as informações específicas que você procura sobre hospedagem, alimentação ou atrações. Para se aprofundar em sua pesquisa, procure sites, blogs e grupos de veganos nas redes sociais.

Pessoas que moram ou já estiveram pessoalmente no local de seu interesse poderão contar sua própria experiência e oferecer conselhos. Dicas de residentes ou de quem passou recentemente por qualquer cidade são valiosas, ajudam a sair do lugar-comum e podem enriquecer muito seu roteiro. De quebra, você ainda pode ter a sorte de fazer novos amigos veganos além das fronteiras da sua cidade.

4. Aprenda palavras-chave

Quando estiver planejando sair do país e conhecer uma região que não fala a mesma língua que você, é essencial conhecer algumas palavras-chave no idioma local. Além dos básicos “olá”, “por favor” e “obrigado”, que todo visitante deve ter a cortesia de aprender, descubra como falar frases importantes para comunicar suas necessidades.

Um bom começo é saber perguntar se determinada comida leva carne, peixe, frango, leite, manteiga ou ovos. Tenha certeza de que você consegue pronunciar as palavras corretamente ou leve os termos ou frases por escrito, para conseguir se fazer entender na hora de realizar uma compra ou um pedido no restaurante.

5. Prepare uma lancheira

Durante a etapa de pesquisa, você pode descobrir que seu destino não oferece muitas opções de alimentação para quem é vegano e começar a ficar preocupado com sua dieta. Para evitar apertos, leve comidinhas na mala e garanta itens básicos e guloseimas.

Muitos produtos podem ser bem acomodados na bagagem, como castanhas, frutas secas, biscoitos, chocolates e barras de proteína. Se você tem espaço na mala, pode levar até leites vegetais bem embalados. Com isso, você contará com alguns petiscos, doces e até complementos para o café da manhã, caso a sua hospedagem não ofereça boas opções.

Em viagens de avião, lembre-se de que as companhias aéreas limitam a quantidade de líquido permitida na bagagem de mão. Além disso, não deixe de pedir, com antecedência, que durante o voo exista para você uma refeição vegana quentinha para saciar a fome.

6. Leve seus produtos de higiene

Além das comidinhas, é recomendável levar de casa os produtos de higiene e beleza que você conhece. Muitas pessoas viajam sem colocar na mala itens como sabonetes, shampoo e condicionador para diminuir o peso da bagagem, pensando em comprar o necessário quando chegar ao destino ou em usar os produtos disponíveis nos hotéis.

Contudo, se você faz uso de produtos veganos, pode ser mais difícil encontrar substitutos aceitáveis.

7. Se necessário, procure agências especializadas

Se você estiver decidido a ir a um destino menos frequentado, talvez tenha dificuldade para encontrar uma quantidade suficiente de informações online. Nesse caso, para garantir a tranquilidade da jornada, tente procurar a consultoria de agências de turismo que oferecem serviços próprios para o público vegano.

Hoje em dia, o mercado do turismo está atento a todos os tipos de viajantes e entende a importância de ter roteiros e informações especiais para cada estilo de vida ou necessidades específicas. Muitas agências, portanto, são especializadas em públicos especiais e poderão dar todo o suporte necessário para um turista vegano.

Como você pôde ver, é possível viajar sendo vegano e curtir diferentes destinos sem comprometer seu estilo de vida. Muitas regiões do mundo já estão bem preparadas para acolher esse público, e a tendência é que essa receptividade seja cada vez maior. Seguindo nossas sugestões, o sossego está assegurado e você só vai precisar focar na diversão.

Tem amigos que também vão viajar e precisam de dicas como essas? Compartilhe este texto nas suas redes sociais e divida com eles essas sugestões!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fechar Menu
Share This